Times
Publicidade

Por Nathalia Duarte, da Redação


O Fluxo, uma das maiores organizações de esports do Brasil, anunciou nesta terça-feira (9) sua entrada no Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), jogo de fps da Valve. A novidade foi revelada no Twitter para os fãs e em um evento presencial em São Paulo para a imprensa, com os fundadores Bruno "Nobru" Goes e Lúcio “Cerol” dos Santos e o sócio Gabriel “Bak” Lessa. A iniciativa é a primeira no projeto de expansão do Fluxo para outros jogos competitivos e, segundo Bak, a proximidade com do Major do Rio foi a oportunidade perfeita. Entre os jogadores do time estão João Cabral "felps" Vasconcellos e Adriano 'WOOD7' Cerato.

Fluxo Estrela Bet marca a primeira expansão da org para outros jogos competitivos, com time com felps e WOOD7 — Foto: Divulgação/Fluxo

🎮 Quando Free Fire foi lançado? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo

O projeto, que tem investimento de mais de R$ 2,5 milhões, conta com jogadores mais conhecidos e novatos. Além de felps e WOOD7, chegam também para somar ao grupo Willian "Xamp" Caldas, Lucas 'lux' Meneghini, Lucas "Lucaozy" e Vinícius "vsm". Segundo o WOOD7, o objetivo é ser o melhor do Brasil e, por enquanto, manter o foco no Major. Por isso, a equipe vai atuar no país e participar de qualificatórias em busca de vagas nos campeonatos. Depois, o time planeja rever seus planos.

Felps (ex-Godsent) e WOOD7 (ex-MIBR), jogadores que encabeçam o projeto, já tiveram grandes mudanças em suas carreiras e agora acreditam que o Fluxo tem grande potencial de vencer. O primeiro conta que a energia do novo time é diferente. "Eu estou com mais vontade de voltar porque é o Fluxo, eu sempre acompanhei e a energia é diferente. Depois de tudo o que eu passei, só uma família desse tamanho para me dar de ganhar de novo", explica felps.

Felps é um dos nomes da line-up do Fluxo para CS:GO — Foto: Reprodução/Liquipedia

De acordo com os fundadores do Fluxo, a expansão para CS:GO marca uma união entre os fãs de Free Fire com o do jogo de tiro para PC. De acordo com Cerol, os jogadores são as peças certas para o objetivo da org, que é conhecida pela sua competitividade. Para Nobru, a grande quantidade de fãs também aumenta a cobrança. "A gente não gosta de dar um passo maior do que as pernas e esse foi o momento exato para concretizar esse sonho", conta a personalidade do ano do Esports Awards 2021.

Mais do TechTudo