Telefonia
Publicidade

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Divulgação/Google I/O 22

O Google lançou uma página especial, na última terça-feira (9), dedicada exclusivamente a pedir que a Apple aceite o formato de mensagens de textos chamado RCS e dê o suporte adequado no seu aplicativo "Mensagens" do iOS. Enquanto a campanha de marketing não surte efeito, o padrão de chat continua sendo específico para os smartphones com Android, o que restringe a comunicação com o iPhone e poderia causar frustrações entre os usuários, de acordo com a gigante das buscas.

O RCS é um formato de troca de mensagens que visa a substituir o SMS e o MMS, com recursos semelhantes aos existentes em aplicativos como o WhatsApp e Telegram, por exemplo. O novo padrão tem suporte para envio de imagens em alta resolução, vídeos, áudio, emojis e chat criptografado. No entanto, diferentemente do SMS, ele precisa de uma conexão ativa com a internet para funcionar. A nova campanha publicitária do Google visa, justamente, a ressaltar as qualidades e as funções do serviço.

Página do Google aponta para os problemas de comunicação entre Android e iPhone — Foto: Reprodução/Google

O problema acontece quando um aparelho com Android envia uma mensagem do tipo RCS para um iPhone, que receberá todo esse conteúdo de forma mais limitada, na medida em que o chat será convertido para um SMS padrão na hora da entrega. Desse modo, além das restrições de mídias, os usuários não estão protegidos com a prometida criptografia ponta a ponta.

Vale lembrar que a Apple usa o seu próprio app iMessage para troca de mensagens ricas entre os seus smartphones. O ecossistema da maçã é feito para que os seus usuários tenham todas as proteções, agilidades e recursos necessários para comunicar-se entre si, mas não com outros softwares.

Essa situação tende a ser ainda mais incômoda em países como os Estados Unidos, por exemplo, onde o uso do SMS para chat pessoal ainda é amplamente utilizado até os dias de hoje, diferentemente do hábito brasileiro, que tem no WhatsApp a sua principal ferramenta de comunicação.

Como lembrou o site The Verge, o início do RCS dependia da boa vontade das operadoras para funcionar, o que atrapalhou muito a sua adoção em massa. Desde que o Google assumiu o comando do formato em 2019, essa exigência caiu por terra, mas isso não necessariamente agilizou a adesão ao serviço. A Samsung incluiu o RCS como padrão nas mensagens de texto da linha Galaxy S22, mas manteve as outras séries de fora da novidade, por enquanto.

Com informações de CNET e The Verge

Mais do TechTudo