Produtividade
Publicidade

Por Júlio César Gonsalves, Para o TechTudo


O Android 13, lançado nesta semana, e o iOS 16, ainda sem previsão de lançamento, terão vários novos recursos de privacidade. No iPhone, por exemplo, usuários que tenham iPhone 8 ou superior poderão ativar um modo especial para evitar ataques cibernéticos, e ainda revogar quaisquer permissões de localização compartilhadas anteriormente. Já no Android será feita a limpeza automática da área de transferência, e apps só poderão acessar mídias selecionadas. Nas linhas a seguir, confira as principais novidades em privacidade e segurança dos novos sistemas operacionais da Google e da Apple.

Atualizações de segurança chegam ao Android 13 e iOS 16 — Foto: Freepik

1. Photo Picker

O Photo Picker é o novo seletor de fotos dos celulares com o sistema operacional do Google. Com ele, usuários podem ter mais controle de quais mídias desejam compartilhar com determinados aplicativos, o que evita a necessidade de acesso à toda a galeria. Assim, é possível ter maior proteção e privacidade, com total controle sobre o que cada app pode ou não fazer.

A novidade é similar a um recurso já presente em celulares iPhone, que restringe o acesso que os aplicativos têm às mídias selecionadas por você. Desse modo, não é necessário que o TikTok, por exemplo, consiga acessar todas as suas fotografias - bastará apenas selecionar a foto ou vídeo que você quiser utilizar na rede naquele momento.

Seleção de fotos para compartilhar com app no Android 13 — Foto: Divulgação/Google

2. Pedido de permissão para acessar mídias de forma separada

Essa função aumenta o controle que o usuário tem sobre que tipos de arquivos ele vai compartilhar com determinado aplicativo. Com a novidade, o app vai precisar que o usuário dê permissões separadas para áudios, imagens e vídeos. Dessa forma, o aplicativo não terá acesso a vários intervalos de armazenamento. Como no item anterior, essa atualização vai aumentar a privacidade e pode impedir que um app acesse um arquivo que você não quer compartilhar com ele.

Apps agora pedem permissão com mais frequência para acessar recursos e localização; layout também sofreu alterações com o Android 13 — Foto: Reprodução/Google

3. Apps pedem permissão para enviar notificações

Com a chegada do novo Android 13, os aplicativos só podem enviar notificações após receberem a permissão do usuário. Dessa forma, o recurso evita que o dono do celular seja incomodado por apps que exibem muitos alertas, por exemplo. Vale lembrar que a função já existe no sistema desde o Android 6, e, segundo o Google, já foi capaz de alterar mais de 5 bilhões de permissões.

Além disso, a nova versão da ferramenta vai ampliar um dos recursos presentes no Android 11, em que os apps que não usados por um longo período têm as permissões alteradas, com menos acesso ao dispositivo. Esse tipo de mudança faz com que os apps percam o acesso a recursos que não são primordiais para a execução de suas funções, por exemplo.

Android 13 terá novo sistema de permissões — Foto: Divulgação/Android Police

4. Limpeza automática da área de transferência

O Android 13 vai excluir automaticamente os itens salvos na área de transferência após uma hora. Esse procedimento evita que apps tenham acesso a coisas que você copiou em outro momento, além de impedir que alguma informação - copiada e esquecida pelo usuário - seja enviada por engano.

Essa mudança funciona como um bom complemento de segurança para funções que existem no sistema operacional - já que o Android já era capaz de limitar o acesso dos apps à área de transferência e emitir notificações quando algum arquivo era retirado dela.

Android 13 terá novas opções de segurança; saiba mais — Foto: Divulgação/Google

No iPhone (iOS)

1. Revogar acesso a dados e localização compartilhadas (Safety Check)

O iOS 16 vai permitir que o usuário retire o acesso de terceiros aos seus dados e localização. Para fazer isso, vai bastar ir até “Configurações” e selecionar “Privacidade e segurança”. Lá, é preciso localizar a opção “Verificação de segurança” (Safety Check).

Nessa área, dois botões serão exibidos. O primeiro é o de “Redefinição de emergência”, que deve ser usado quando o usuário precisar proteger informações e arquivos de pessoas e aplicativos imediatamente. Ao tocar no botão “Iniciar redefinição de emergência”, o compartilhamento de dados, arquivos e localização será interrompido. Além disso, a opção vai remover contatos de emergência e redefinir seu ID e senha da Apple.

Safety Check será útil para garantir que somente quem você quer tenha acesso à sua localização — Foto: Reprodução/Apple

Se a situação não for emergencial, o segundo botão é o indicado, pois serve para o gerenciamento de compartilhamento. O recurso permite ter uma visão detalhada de tudo o que está sendo compartilhado, de forma a poder identificar com quais pessoas e aplicativos há compartilhamentos ativos. Os apps de terceiros também são exibidos de forma detalhada, com a exibição de todos os recursos que podem acessar. Para impedir esse acesso, basta selecionar a pessoa ou o app e tocar em “Parar de compartilhar”.

No mesmo local, também é possível alterar o ID e senha da Apple, além de ver em quais dispositivos a conta do iCloud está conectada. Ainda, por se tratar de um recurso de segurança visando pessoas que estejam passando por algum tipo de violência, há, no canto superior direito, um botão de saída rápida que o leva diretamente à tela inicial do iOS 16, o que evita que um potencial agressor possa ver o que o usuário estava fazendo, por exemplo.

2. "Modo Lockdown": para limitar o uso de recursos do celular

O iOS 16 vai contar com um modo de bloqueio destinado a pessoas com alta propensão de sofrer ataques cibernéticos - como jornalistas, ativistas e funcionários do governo, por exemplo. Essa opção ativa um nível extremo de segurança, que dificulta a infecção do aparelho por spywares. Por outro lado, o recurso limita ou desativa muitas das funções do iPhone, como bloqueio de anexos, de conexões por fio com outros dispositivos e a visualização de links no aplicativo de mensagens.

Ainda, pelo período que o Modo de bloqueio estiver ativado, o usuário não pode instalar perfis de configuração e o telefone é impedido de ser registrado na aba de Gerenciamento de dispositivos móveis.

Modo de bloqueio no iOS 16 — Foto: Divulgação/Apple

Vale ressaltar que a utilização do recurso não é recomendada para todos os usuários. Sua ativação pode ser feita nos "Ajustes", na seção “Privacidade e segurança”. Para ativar ou desativar a função, é preciso reiniciar o aparelho e inserir a senha.

3. Passkeys: para substituir o uso de senhas

O novo sistema de acesso do iOS 16 funciona por meio de chaves que visam substituir o uso de senhas comuns. Com esse recurso, o acesso a sites e apps terão duas chaves: a primeira é mantida no servidor do site, enquanto a segunda fica no dispositivo, de forma privada. Assim, para que o acesso seja liberado, as chaves devem ser correspondentes e, como uma delas está disponível apenas para o usuário, não há riscos de vazamentos e roubos.

Para garantir total proteção, o sistema do iCloud Keychain é usado, sendo necessária uma autenticação em dois fatores. Além disso, o mesmo serviço garante a sincronização das chaves em todos os dispositivos do usuário.

Com o recurso, todas as informações armazenadas no celular ganham uma camada extra de proteção, que dificultam acessos não autorizados. Caso o usuário perca seus dispositivos e todas as chaves, é possível recuperar as Passkeys por meio do iCloud, em que é necessário seguir várias etapas para reaver as combinações. Além disso, os usuários podem indicar alguém para servir como um contato de recuperação de senha.

4. Bloquear álbuns da galeria de fotos

Usuários do iOS 16 poderão limitar o acesso a fotos por meio de senhas, o que vai garantir muito mais proteção e privacidade. Dessa forma, os álbuns ocultos e "Excluídos recentemente" não poderão ser acessados sem autenticação por Face ID, Touch ID ou senha. O recurso vai estar disponível para todos os usuários assim que for lançada a versão estável do sistema operacional.

iOS 16 traz novidades na segurança do acesso à álbuns — Foto: Reprodução/Apple

Com informações de Wired, MacRumors (1 e 2) e Developers Android.

Veja também: NOVO iOS 16 - Novidades, iPhones Compatíveis e Todos os Detalhes!

NOVO iOS 16 - Novidades, iPhones Compatíveis e Todos os Detalhes!

NOVO iOS 16 - Novidades, iPhones Compatíveis e Todos os Detalhes!

Mais do TechTudo