Placas
Publicidade

Por Fernando Sousa, para o TechTudo

Divulgação/Nvidia

A Nvidia anunciou, na terça-feira (20), suas novas GPUs de alto desempenho da série RTX. As placas de vídeo RTX 4080 e RTX 4090, que chegam ao mercado em outubro por valores a partir dos US$ 899 (R$ 4.649, em conversão direta e sem impostos), prometem superar em até quatro vezes o desempenho de modelos de gerações anteriores. Elas estarão disponíveis em versões que contam com até 24 GB de VRAM no padrão GDDR6X.

Os novos modelos da linha RTX prometem entregar um desempenho aprimorado com tecnologias como Ray Tracing e DLSS, além de oferecer suporte ao Nvidia ShadowPlay para quem realiza streaming. Elas também têm capacidade de reprodução de jogos na resolução de até 8K com 60 FPS e suporte a HDR.

Modelo Founders da RTX 4090 estará disponível a partir de outubro de 2022 — Foto: Divulgação/Nvidia

As placas são as primeiras da nova arquitetura da marca, a Ada Lovelace, que substitui a Ampere de modelos como RTX 3080 e RTX 3090. A RTX 4090 estará disponível a partir de 12 de outubro e promete ser uma GPU de ponta que conta com 24 GB de memória no padrão GDDR6X. Estima-se que ela seja entre duas e quatro vezes mais rápida que a RTX 3090 Ti, que até então era a GPU mais avançada da fabricante.

A RTX 4090 chega ao mercado por valores a partir dos US$ 1.599 (R$ 8.277). Ela conta ainda com 16.384 núcleos CUDA e clock que varia entre 2,23 e 2,52 GHz — o que é um grande avanço em relação à geração passada, fazendo da placa a nova flagship da marca.

Já a RTX 4080 estará disponível a partir de novembro em duas versões, sendo uma com 12 GB e outra com 16 GB, ambas no padrão GDDR6X. Segundo a Nvidia, a RTX 4080 promete ser entre duas e quatro vezes mais veloz que a RTX 3080 Ti, tendo 7.680 núcleos CUDA, clock base de 2,31 GHz e boost que pode chegar aos 2,61 GHz.

Enquanto a versão com 12 GB tem preço inicial de US$ 899 (R$ 4.655), a versão com 16 GB tem preço de lançamento de US$ 1.199 (R$ 6.209). Os modelos ainda não contam com data ou preço oficial para o mercado brasileiro.

Durante o evento de lançamento, a Nvidia também deu mais informações sobre a nova versão do DLSS. O recurso chega à sua terceira geração e utiliza Deep Learning para otimizar o desempenho das GPUs de maneira automática. Ainda segundo a fabricante, mais de 35 jogos já oferecem suporte ao DLSS 3.0, que, ainda de acordo com a Nvidia, pode aumentar o desempenho das placas em até quatro vezes em comparação com a renderização em resolução nativa.

Com informações de Nvidia e The Verge

No vídeo abaixo, veja quatro jogos com finais impactantes que surpreenderam os jogadores

Quatro jogos com finais impactantes que surpreenderam os jogadores

Quatro jogos com finais impactantes que surpreenderam os jogadores

Mais do TechTudo