Jogos de aventura
Publicidade

Por Felipe Vinha, para o TechTudo


A CD Projekt Red anunciou seu planejamento para o futuro, confirmando o desenvolvimento da sequência de Cyberpunk 2077, chamada por enquanto de Orion, dois jogos de The Witcher trabalhados por uma empresa terceirizada, com codinomes Sirius e Canis Majoris, além de uma trilogia inédita da saga, que dá sequência a The Witcher 3: Wild Hunt. A empresa também trabalha em um jogo totalmente novo, sob nome de Hadar, sem qualquer ligação com suas marcas já existentes.

O estúdio polonês não tem previsão de quando os títulos chegarão ao mercado e também não anunciou para quais plataformas eles virão. Apesar disso, garantiu que todos terão grande foco na campanha single-player, mas alguns virão com elementos expandidos para o multiplayer que, segundo a CDPR, será um componente de grande importância em seus futuros games.

Novos Cyberpunk 'Orion' e The Witcher 'Sirius' e 'Canis Majoris' já foram anunciados pela CD Projetk Red, mas seguem sem data — Foto: Reprodução/Steam

O que vem por aí?

O jogo "Sirius" da série The Witcher será desenvolvido pelo estúdio The Molasses Flood, baseado nos EUA e com títulos pouco conhecidos no currículo, como The Flame in the Flood e Drake Hollow. Já "Canis Majoris" não teve um estúdio anunciado pela CD Projekt Red, mas a empresa garante que o mesmo será feito com um desenvolvedor parceiro.

Quanto à nova trilogia, pouco se sabe. A ideia é que o primeiro jogo, por enquanto chamado apenas de "Polaris", continue na mesma linha cronológica de The Wild Hunt. Depois dele, mais dois viriam para fechar a história, completando "uma trilogia de jogos AAA", indicando que estes títulos serão de grande orçamento, o que deve significar maior qualidade técnica e gráfica. Estes jogos podem ou não ter relação com a saga de Geralt e outros personagens já conhecidos.

Geralt e Ciri The Witcher 3: Wild Hunt — Foto: Divulgação/CD Projekt

Quanto a Cyberpunk 2077, apesar de todos os problemas envolvidos na produção do primeiro, a CDPR vai seguir com a ideia de uma sequência completa. Segundo a empresa, "Orion vai levar a franquia Cyberpunk adiante e vai continuar a extrair potencial do universo de futuro sombrio", mas não trouxe mais detalhes de jogabilidade ou previsão de lançamento. Vale lembrar também que o primeiro jogo já tem uma expansão confirmada para 2023, a Phantom Liberty.

Fundador deixa a CDPR

Em paralelo às notícias sobre os novos jogos, Marcin Iwiński, co-fundador da CD Projekt Red e um de seus diretores, anunciou sua partida da empresa. Ele estava no estúdio desde o início do projeto, há quase 30 anos, e agradeceu o apoio de funcionários e profissionais que hoje trabalham nos futuros projetos.

A saída de Iwiński não está relacionada com o anúncio dos seis novos jogos, mas, vale lembrar: a CDPR foi duramente criticada por conta da sua falta de organização após o lançamento conturbado de Cyberpunk 2077, em 2020.

Com informações de Twitter

Mais do TechTudo